“Mais (Um) Nada” marca a estreia de Jacyntho Brandão na poesia

O tradutor e professor fala de perdas, vazios e  ausências em um mundo desmedido, com leveza e humor sutil Após lecionar línguas, publicar livros sobre literatura e traduzir poesia grega e do francês medieval, o professor, tradutor e escritor Jacyntho Brandão não resistiu e resolveu “dar murro em ponta de faca”, esta prática recorrente dos poetas. Ele lança …

“Mais (Um) Nada” marca a estreia de Jacyntho Brandão na poesia Leia mais »