Sem te tocar

Ainda estou aqui. Você me abre prescrita, não me toca, te vejo puxando gavetas, manuseando caixas, são pequenas, caixas guardadas parecem sempre pequenas.